O “thinking aloud” como a ferramenta número 1 da usabilidade

Jakob Nielsen defende o “think aloud“ como uma ferramenta simples e eficiente. O pesquisador escreveu sobre este método em 1993 no seu livro Usability Engineering e o indica até hoje. A técnica tem como vantagem permitir que você ouça o que os usuários realmente pensam sobre a interface, além de ser barato, flexível e fácil de aprender. Leia mais aqui.

Posso dizer que concordo com o Nielsen, pois esta técnica foi aplicada na minha dissertação de mestrado e foi uma valiosa fonte para identificação de problemas nos testes de usabilidade.

E você, o que acha?

[Patricia Tavares]

-