É hora de renovar

Posted on Posted in design, luiz-agner

Clique para capa - Jornal da APDINS-RJ - n.8 - maio de 1983

Recordar é viver… O Henrique Pires (professor da UniverCidade e ESPM) me entregou isto, que estava guardado no fundo de um baú em sua casa. Em maio de 1983, o jornalzinho da Associação Profissional de Desenhistas Industriais do Rio de Janeiro (APDINS-RJ) informava aos seus leitores que inaugurava novo projeto gráfico, e que a agremiação “está com caras novas (ao lado de outras já conhecidas) – é a sua quarta diretoria, eleita em assembléia na PUC, dia 29 de março, com 60 votos. Muitas idéias e muita disposição para trabalhar por uma entidade representativa e atuante, que possa nos levar ao principal objetivo, a regulamentação da profissão.”

A mesma edição traz uma entrevista de 4 páginas com Pedro Luis Pereira de Souza, o Pedrão, onde ele aponta que: “existe um preconceito em determinadas áreas contra a atividade do designer. Isto porque buscamos sempre analisar o máximo: a nossa preocupação em fazer um bom levantamento muitas vezes é confundida com perda de tempo. Se você resolve imediatamente o modelo de um móvel, daqui a um mês ele quebrou. Esta idéia de “Brasil grande”, “Brasil com pressa”, deu nessa idiotice que temos hoje. Fizeram tudo com pressa, e acabaram esquecendo tudo pelo meio do caminho”.

Para um país que foi alçado ao grau de investimento internacional e para uma cidade que se prepara para entrar em ritmo de obras para a Rio 2016, a frase do sábio Pedrão é uma advertência sempre atual.